antes de ler esqueça as letras



quinta-feira, 19 de maio de 2011

POEMA ERÓTICO


Eu já beijei tantas palavras
que não eram amores.
Algumas me usaram pelo prazer.
Outras me tocaram, como se fossem únicas.

Minhas relações duram uma poesia.
E quando o poema nasce, gozo seus sentidos.

11 comentários:

  1. Tem uma frase do L. Verissimo sensacional: meus romances não terminam em casamento, terminam em poemas. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente Maravilhosa !!!


    Bjo.

    ResponderExcluir
  3. OI Alves!
    Que delicia (no sentido literal da palavra)de poesia... como tu é iluminado! Que os protetores dos poetas te conservem assim... sempre! Amém!

    bjsss

    Cat

    ResponderExcluir
  4. Em gozo já despi muitos verbos,
    Em poemas inacabados já chorei meus medos...
    Em pé, diante de outro eu-lírico, já usei meus mais caros fonemas...
    Em pleno exercício do querer, já conquistei um alvo sem tecer advérbios...
    Em vista ao desejo de finalizar tal expressão poética, naufraguei meu ego em seu sexo e me dei em vírgulas, pontos, exclamações e interrogações, porém, o que me enaltece são os três pontinhos de tua face...

    Alves,
    voltei pra deixar uma respostinha poética, com todo respeito e admiração...espero que goste..

    ResponderExcluir
  5. adorei CATIA obrigado pelo paixão das palavras

    ResponderExcluir
  6. Poema delicioso hein...

    Estou passando em seu blog para dizer que gostei bastante e estou seguindo :)

    Beijo,

    Srta G

    ResponderExcluir
  7. Nielson, gostaria que entrasse em contato no meu email catiabosso@hotmail.com quero te pedir autorização para publicar nossos poemas em meu blog... no aguardo lá no email, ok!

    ResponderExcluir

em memória